quarta-feira, 31 de dezembro de 2008

Esfera Vermelha Pulsante.:-)

0 comentários
Dia 15 de dezembro 2008 mais ou menos às 22:00hs, novo avistamento desta vez o fenômeno era um objeto esférico conforme se movia ficava visível em tão avermelhado e desaparecia e surgia logo a frente assim pulsando até desaparecer no horizonte. Último avistamento dia 24 de dezembro estava comemorando a chegada do natal na casa do sogro na zona norte de São Paulo. Era umas 20:00hs mais ou menos estávamos observando o tempo preocupados com o fato de possível chuva forte e inundações quando observei no céu ainda com claridade fraca do sol entre as nuvens três silhuetas familiares, eram objetos em forma de aviões supersônicos…era muita coincidência, achei melhor ficar na minha.

terça-feira, 30 de dezembro de 2008

Estranho Objeto.:-)

0 comentários

Sempre quando os objetos aparecem durante o dia, estão camuflados entre nuvens ou invisíveis a olho nú, aqui nesta imagem captei um objeto em forma de disco no dia 07/12/08 às 14:00hs...no centro da nuvem antes que sumi-se no meio dela, com um editor de imagens reforcei as cores da imagem então eis que ele se encontra lá da forma que eu ví no momento que capturei a imagem.

segunda-feira, 29 de dezembro de 2008

Novos Avistamentos.:-)

0 comentários

Dia 05 de dezembro de 2008 mais ou menos às 17:00hs objeto em forma de chapéu se move lentamente diante da janela do meu quarto, girava em torno do seu eixo, ficando de cabeça para baixo e em sua parte inferior havia uma seqüência de luzes coloridas que se alternavam ao mesmo tempo outros objetos como pontos luminosos faziam evoluções em torno e em várias direções. Fenômeno relatado por uma moradora próximo ao aeroporto de congonhas, para o site CUB (centro de ufologia brasileira).

http://www.cubbrasil.net/index.php?option=com_content&task=view&id=2972&Itemid=90

domingo, 28 de dezembro de 2008

Surpresa, admiração Depois do Susto. :-)

0 comentários
Dia seguinte 25/11/08…fiquei pensativo no ocorrido, isso não saia da minha cabeça…estava entre acreditar ou surto de paranóia…então neste dia passei a prestar atenção no céu ao redor… parecia um maluco, achando que isso poderia acontecer novamente. Por volta das 12:00hs após o almoço voltei a olhar pela janela ao redor e bem acima na altura do sol do meio dia o tempo estava ensolarado com poucas nuvens, quando avistei entre nuvens aquele mesmo brilho tênue e num movimento rápido consegui ver a parte superior da aeronave o mesmo que havia visto no dia anterior…invisível só possível ver o contorno luminoso que hora tornava-se mais visível e hora desaparecia, ficou nesta posição alguns minutos foi quando em uma formação grande e escura de uma nuvem surgiu uma abertura retângular como um alçapão e dele saia uma luz entre amarelo e laranja igual ao sol do meio da tarde e observei que a atmosfera envolta era sugada para dentro dele…não forte mas como uma brisa, mas não vi nada entrar ou sair dele então se fechou lentamente até desaparecer. O que era aquilo afinal? Um portal entre dimensões ou uma nave mãe…não sei dizer. Um detalhe que esqueci de dizer este avistamento do alçapão acontecera um dia antes do primeiro avistamento só que neste dia só pude ver o contorno retângular se fechando…achei que era um efeito no meio das nuvens e não dei conta. Bom então nos dias consecutivos até o final de novembro eles continuavam lá e notei um ritmo alucinante de eventos. Devo dizer que todos os acontecimentos que relatei ocorreram durante o dia e outros que presenciei.

sábado, 27 de dezembro de 2008

Avistamento na região sul de São Paulo. :-)

0 comentários

Dia 24 de novembro de 2008, primeiro avistamento. Estava em meu apartamento sozinho à tarde próximo das 13:00hs, acabara de almoçar e descansava e… observava através da janela do quarto a condição do tempo que ameaçava chover forte foi quando avistei o objeto em formato retangular que fazia evoluções na linha do horizonte em direção da Represa Guarapiranga. Fazia movimentos rápidos loopings até guinar rapidamente a minha esquerda e sumir do campo de visão, achei que seria somente um avistamento como muitos que já presenciei em vários pontos de São Paulo, mas qual minha surpresa o objeto reaparece do meu lado esquerdo passa pela antena da Telespcelular e vem em minha direção o objeto tinha um brilho tênue e se encontrava invisível somente visível em seu contorno quando pude observar melhor as características da nave: pequeno em formato de um avião supersônico só que sem asas, pairou diante da minha janela pude ver a carlinga se abrir e um estranho ser saltou para fora sobre o parapeito da janela ficou ali como se conversa-se com outro ocupante da nave este então rapidamente adentrou o apartamento não pude ver o que procurava pois fiquei paralisado acompanhei-o com o olhar sem virar a cabeça…então retornou fez o mesmo movimento rápido saltou para fora e voltou a nave e deixou o local como se nada tivesse acontecido, não chegou a me tocar nem deu conta da minha existência, o objeto não emitia som de espécie alguma, nem cheiro, nem calor, nem frio. O ocupante da estranha aeronave era pequeno não tinha mais que um metro de altura, corpo bem parecido com de uma criança ou seja nada anormal, a não ser a cabeça em formato ovalado maior na parte superior, na verdade ele usava roupas espaciais como capacete com grandes lentes oculares negros sem orifício nasal ou bucal o que me chamou a atenção foi quando disse que pareciam que conversavam pude somente nesta hora ouvir um som anasalado meio eletrônico tipo; Zarrrrr zarzarzarrrrrrrrr foi só o que pude identificar mas nada humano mesmo. Este acontecimento não relatei a ninguém porêm achei que poderia deixar gravado e não ficar em branco…acredite quem quiser por que infelizmente não tenho prova alguma só o que se encontra em minha memória.
Pesquisa personalizada

Anúncios Google

Greenpeace

Greenpeace