sábado, 27 de dezembro de 2008

Avistamento na região sul de São Paulo. :-)


Dia 24 de novembro de 2008, primeiro avistamento. Estava em meu apartamento sozinho à tarde próximo das 13:00hs, acabara de almoçar e descansava e… observava através da janela do quarto a condição do tempo que ameaçava chover forte foi quando avistei o objeto em formato retangular que fazia evoluções na linha do horizonte em direção da Represa Guarapiranga. Fazia movimentos rápidos loopings até guinar rapidamente a minha esquerda e sumir do campo de visão, achei que seria somente um avistamento como muitos que já presenciei em vários pontos de São Paulo, mas qual minha surpresa o objeto reaparece do meu lado esquerdo passa pela antena da Telespcelular e vem em minha direção o objeto tinha um brilho tênue e se encontrava invisível somente visível em seu contorno quando pude observar melhor as características da nave: pequeno em formato de um avião supersônico só que sem asas, pairou diante da minha janela pude ver a carlinga se abrir e um estranho ser saltou para fora sobre o parapeito da janela ficou ali como se conversa-se com outro ocupante da nave este então rapidamente adentrou o apartamento não pude ver o que procurava pois fiquei paralisado acompanhei-o com o olhar sem virar a cabeça…então retornou fez o mesmo movimento rápido saltou para fora e voltou a nave e deixou o local como se nada tivesse acontecido, não chegou a me tocar nem deu conta da minha existência, o objeto não emitia som de espécie alguma, nem cheiro, nem calor, nem frio. O ocupante da estranha aeronave era pequeno não tinha mais que um metro de altura, corpo bem parecido com de uma criança ou seja nada anormal, a não ser a cabeça em formato ovalado maior na parte superior, na verdade ele usava roupas espaciais como capacete com grandes lentes oculares negros sem orifício nasal ou bucal o que me chamou a atenção foi quando disse que pareciam que conversavam pude somente nesta hora ouvir um som anasalado meio eletrônico tipo; Zarrrrr zarzarzarrrrrrrrr foi só o que pude identificar mas nada humano mesmo. Este acontecimento não relatei a ninguém porêm achei que poderia deixar gravado e não ficar em branco…acredite quem quiser por que infelizmente não tenho prova alguma só o que se encontra em minha memória.

0 comentários:

Postar um comentário

Pesquisa personalizada

Anúncios Google

Greenpeace

Greenpeace